sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Presque 30


"Je veux pas Kate, je veux Ethan Hawk
Je veux sauter d'une grande echelle
Toi te demerdes pour l'arc an ciel
Je veux des glaces choco vanille..."

Friday Feelings

When the pimp's in the crib ma
Drop it like it's hot
Drop it like it's hot
Drop it like it's hot
When the pigs try to get at ya
Park it like it's hot
Park it like it's hot
Park it like it's hot
And if a nigga get a attitude
Pop it like it's hot
Pop it like it's hot
Pop it like it's hot
I got the rolly on my arm and I'm pouring Chandon
And I roll the best cause I got it going on

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Matar ou morrer


Ameaçar o livro de morte não adianta nada, 
é entender ou entender, 
mesmo que algumas noites sejam perdidas.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Alicerce


segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Só pq ontem foi dia de Jackie Brown


Assistir um filme repetidas vezes tem suas vantagens.


Perceber certos detalhes que passaram batido à 1ª vista
é uma das vantagens mais óbvias. Porém, dedicar-se a 
vasculhar o que mais te agrada no filme e o que mais te 
intriga, fazendo pesquisas, é algo que nunca faço de 
primeira, sempre tenho que assistir algumas vezes mais.


A trilha sonora de Jackie Brown dá um clima 
"gostoso-brega-Antena1-retrô" à várias cenas do filme. 
Jackie Brown foi filmado em 1997 e nos anos 90, 
durante minha infãncia musical e pré-adolescência, 
sempre tinha esse climão de ouvir coisas das antigas em casa,
dos *Dancing Days* dos anos 70 e lá vai pedrada... 

Fico pensando aqui, tentando organizar meu raciocínio,
deixando mesclar com minhas sensações de espectadora...
que talvez por causa de três elementos combinados o filme 
tenha recebido esse apelido de "cinematic bourbon"
a) trilha vintage, 
b) setting Mexico-USA
(calor latino + afetação machopride americana), 
c) figurino caricatural de todos os personagens


Essa música da 1ª foto se chama Strawberry Letter 23 é de um
grupo de funk americano de dois irmãos BP que se chamam
The Brothers Johnson. Esses dois irmãos explodiram na rádio
anos antes, com o hit I'll Be Good To You, mas a maior parte
da carreira deles aconteceu nos 70. Aí vem o Tarantino e decide
apertar o play da primeira música em plenos 90. A câmera ajuda 
a prover o clima clip musical, filmando os personagens como 
se fossem os astros de uma banda "causando" até parados. 

Tarantino e suas trilhas sempre tiveram 
um efeito narcótico imediato em mim.

O cerne da minha relação mental com esse diretor talvez esteja
exatamente aí, mas só vou descobrir se é isso ou não revendo
os filmes um a um. Bom, paciência e vontade eu tenho. 


Como em outro filme
de Tarantino, Django Unchained, a trilha direcionou meus
sentimentos, mas não pensei sobre isso conscientemente na
primeira vez que assisti, só senti o filme com a trilha e pronto.


Lembro da primeira vez que vi Kill Bill, eu estava ao ar livre,
em uma projeção noturna à beira do Lago Paranoá, e na hora
que começou o assovio da música principal, senti meu corpo
todo arrepiar, parecia que aquele filme tinha sido feito sob
encomenda pra mim. Sempre tenho essa impressão quando
a trilha de um filme fisga dentro do meu peito o que faltava 
o enredo, as atuações, a direção, a produção fisgar.


Fica aqui minha maior curiosidade, vide tantas músicas
de estilos completamente diferentes e bizarros... qual é a 
do Tarantino na escolha de suas trilhas? Com certeza boa
parte do estilo carimbado dele está nas trilhas que ele escolhe,
mas como será na intimidade a relação dele com essas músicas?


Será que ele realmente escuta essas faixas em casa, quando quer relaxar?
Eu adoraria saber... talvez algum biógrafo me responda isso.
Mas... talvez eu não queira a resposta... ao menos, NÃO AGORA.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Technologic


"Buy it, use it, break it, fix it
Trash it, change it, mail upgrade it
Charge it, point it, zoom it, press it
Snap it, work it, quick erase it

Write it, cut it, paste it, save it
Load it, check it, quick rewrite it
Plug it, play it, burn it, rip it
Drag and drop it, zip unzip it

Lock it, fill it, curl it, find it
View it, coat it, jam unlock it
Surf it, scroll it, pose it, click it
Cross it, crack it, twitch update it

Name it, rate it, tune it, print it
Scan it, send it, fax, rename it
Touch it, bring it, pay it, watch it
Turn it, leave it, stop format it
Turn it, leave it, stop format it
Turn it, leave it, stop format it

Technologic
Technologic
Technologic
Technologic"



quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Athos Bulcão

Personal Gallery:










On Worldwide Literacy.





(from: http://teachingliteracy.tumblr.com - one of the best blogs ever)

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Se acalme, mulher


Que a menina que sonha em você
Ameaça, ameaça, ameaça,
mas nunca tem coragem de partir de vez.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013