quinta-feira, 29 de abril de 2010

me explica



eu jurava que dormir junto da mesma pessoa todo santo dia enjoava.
na certa.
sabe quando vc tem certeza de uma coisa?
tipo, achei que eu ia enjoar no segundo mês.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
é... como vou enjoar de uma das melhores coisas da minha vida?
essa hora de dormir, meu... meu... não tenho palavras.
é uma hora sagrada, uma paz avassaladora chega, derrubando tudo
o que deve ser derrubado. 
barulhos lá fora, gente conversando, desconfortos, dores nas costas.
eu ensurdeço e a gente fica se olhando, os olhos vão pesando...
e eu quero me lembrar de cada dia que isso aconteceu... 
já acontece há mais de 2 anos... hehehe! beeeeem mais de 2 anos.
e eu tenho certeza de que não me lembro nitidamente das noites.
minhas memórias se embaralham quando a ação se repete.
e é tão bonito.
e é tão bom.
e é tão triste ter que respeitar se a inconstância e a impermanência da vida resolverem
me tirar isso no mais triste poema...
por isso não posso esquecer... de olhar bem... e me ensurdecer bem... pra poder lembrar.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

é tempo de...



Bom, eu simplesmente adoro o calendário das safrasa,
tem em várlios sites, mas esse aqui é o mais claro e fácil
de entender... nem tem que pesquisar ou entender de nada.

Fazendo um resumo bem breve das guloseimas mais saudáveis do mês:
(sim, pois se tá na época delas, não se utiliza tantos fertizantes artificiais)
abacate, caqui, maçã nacional, uva niágara no campo das frutinhas...
beringela e chuchu para os leguminhos... tb tá valendo a abóbora seca e a mandioquinha...
e as verduras... hahahaha... só com fertilizantes mesmo.

segunda-feira, 12 de abril de 2010



...acordei no frio do outono
Brasília choveu, agora se gela.
 manhã de bota preta, vestido azul,
noite de rímel e flor amarela

o inverno traz de volta o carinho,
calor humano pra não congelar.
 língua quente e nariz frio,
quando beija começa a esquentar.

o abraço no meio dos panos
é tão sincero que chega a doer.
de tão bonito libero uma lágrima
que começa em mim mas chega em você.

segunda-feira, 5 de abril de 2010




Me cook is full of magic
Her spices are pollen from a flower
Though her smiles can be tragic
When her tears turn them sour

Good cookin' is in her veins
Uncle, granny, mum and dad
With the recipes that remain
She can do good, she can do bad.

(Nina Ridd, 02/2010)

quinta-feira, 1 de abril de 2010

"asas e cabelos de avôhai"

ter um avô é uma das melhores coisas da minha vida.
era muito bom quando eu tinha 2 avôs.
o vô inglês me fazia beber chá das 5, o q virou costume...
me colocava na cama antes de eu ir dormir, nas férias,
não importando se eu tinha 4 anos, 13 ou 22.
ele passava a mão entre os meus cabelos enquanto a gente assistia
"Fawlty Towers", a melhor herança cultural q eu podia ter.
Ele olhava nos meus olhos antes de eu sair pro meio das ruas de Brighton
e dizia, "promise u'll take care"... ele instituiu o concurso de espirro.
ele era a melhor noite de natal do mundo. natal teve outro gosto na presença dele.

agora tenho somente esse vô de Recife.
ele tem postura de militar e vontade de ter um ômega.
ele cheira meus cabelos quando eu to cozinhando e diz
"essa chef veio do curso de Londres ou do de Paris?"
e cai automaticamente na gargalhada.
ano passado ele me mandou o email mais lindo que eu já vi.
contando que quando eu nasci ele entendeu porque ele tinha que se cuidar e viver muito.
que ele me pegou no colo e não chorou só porque tava na frente do meu pai, "cabra-inglês"
ele detesta os temas das reportagens do Jornal Hoje.
ele gosta da super-radio fm.
e da voz da mulher que dá a hora certa no rádio. 
e eu to vendo ele todo dia.
e a vida adocicou. 
com gosto de polpa das mais deliciosas frutas do nordeste.
obrigada, vida, mais uma vez, vc arrasou nas surpresas!