quarta-feira, 30 de abril de 2008

hotel fazenda, aí vou eu!


lá vou eu para o cantinho mais adorável de Brasília,

um quartinho com varanda, onde o tempo não tem vez,

lá não tem hora pra dormir, lá não tem hora pra acordar,

lá os passarinhos cantam o dia todo...

lá o vento balança as folhas do terreno, não importa em que estação estejamos

lá tem arte em qualquer parede que eu olhe,

lá o azulejo é geladinho, é uma delícia andar descalça!

lá a água do chuveiro é quente de noite, logo antes de dormir

e fria, bem fria, quando o calor ta de rachar no terraço lá de cima...

lá tem uma varanda, onde acontecem manufaturas de vários objetos,

lá tem uma família que sempre me recebeu com muita hospitalidade...

lá tem uma mamãe que faz vitamina matutina,

lá tem um papai que chama a gente pra passear...

tem amor, tem amizade, tem carinho, tem alegria, tem calma, tem paz.

o hotel fazenda mais perfeito do mundo, principalmente porque só eu sou hóspede nele.

arrumando a mochilinha pra passar o feriado e o fim de semana lá

e arrumando o coelhinho mais fofo do mundo,

que também vai com a gente correr e brincar

tem tanto tempo que não vou pra lá, tem tanto tempo que eu queria ir...

to com saudade da compania das pessoas que habitam aquele lugar,

saudade das vozes,

do cheiro constante de coisa nova, dos planos das novas obras...

precisava desse feriado mais do que eu imaginava, bem mais...

preciso respirar bem fundo, sentir um ar novo dentro de mim, um ar de natureza

que só aquele lugar me dá.

obrigada, força maior, seja lá quem você for, por se aproximar tanto do meu ideal de utopia na hora de me presentear... sou muito satisfeita!

segunda-feira, 28 de abril de 2008

um deserto sem vc


eu só tenho um dia
pra me lembrar de uma sensação.
no passado ela veio com brindes
brindes de grego? brindes da onça?
não sei dizer
mas sei me lembrar
tenho 40 minutos pra tomar coragem
coragem de me entregar à impressão
será que vai dar tudo certo?
será que vai ser difícil pra vc?
será que o que vc vai fazer é perigoso?
se eu não tivesse as mesmas experiências que vc
eu diria perigosíssimo... but I've been there.
eu confio em vc... vc vai se cuidar.
confiar... eu lembro que vc me perguntava sobre isso 345 vezes por dia
e eu sempre disse que sim
vc me disse que eu nunca mais estaria sozinha
e eu te disse "mas eu sei ser sozinha, eu sempre fui, sou filha única"
vc me disse "mas não vai mais estar sozinha, e se gosta de ficar sozinha, vai parar de gostar agora"
vc tinha razão, me adaptei.
eu adorava ficar sozinha várias horas, vc viu o relato da minha mãe sobre o meu silêncio na infância...
agora me acostumei com vc.
vc foi me dando a entender que nunca mais dormiríamos separados, dia após dia.
isso me assustou um pouco...
até porque eu detestava dormir colada em alguém, eu precisava de espaço.
agora que sei que vc vai dormir longe um dia
ando de um lado pro outro pensando, será que eu chamo a vivi pra dormir abraçada comigo?
será que eu chamo a minha mãe?
será que abraço o Seu Nouras?
será que eu finjo que vc é o travesseiro gigante da nossa cama?
como pode tanta coisa ter mudado?
não posso dizer que foi de uma hora pra outra, porque não foi.
foi tudo lentamente. foi tudo imperceptível. de trás pra frente fica assim:
quando dei por mim, eu estava morando com meu namorado, na minha casa e na casa dele. quando dei por mim, eu estava namorando firme.
quando dei por mim, eu estava tendo um caso.
quando dei por mim, eu queria te ver todo dia.
quando me dei por mim, vc era só meu amigo e me acordava às 11 da manhã todo dia por mensagens.
quando me dei por mim, eu procurei vc pra me readaptar no Brasil, com a nova Nina que tinha nascido.
isso tudo de trás pra frente.
tá certo, vc demorou mais pra se tocar das coisas, mas acabou se tocando de tudo... quando ficava sozinho.
seu violão tá la na sala, sua mochila prontinha, uma vitamina igual a da sua mama te esperando na cozinha.
o gaspa vai chegar em poucos minutos. e eu vou pra academia, tratar as minhas articulações comprometidas.
provavelmente vou me dar conta de que vc só volta amanhã só na hora de dormir.
espero que seja uma sensação boa, como foi a de quando vc foi pro Rio pela última vez.
uma saudade boa, uma saudade feliz, de saber que vc volta.
quando vc voltar, vai dar de cara com uma surpresa.
como a que vc fez pra mim no nosso último dia de mês de namoro.
eu te adoro muito como amiga, além de te amar, acho que a energia da amizade ficou.
estou muito feliz, cuida de vc nessa aventura, meu amor, que eu vou ficar aqui cuidando de mim tb, do nosso coelhinho e da nossa casa.
take care.

terça-feira, 22 de abril de 2008

eu não suporto fantasmas


cara, acabei de saber que fantasmas ainda existem;
assombrações, almas penadas...
que se arrastam com seus lençóis desbotados
por aí.
tenho horror a lençóis desbotados
tenho horror a almas penadas que não arrumam o que fazer.
se eu pudesse eliminava todos,
"ghost busters!!!!"

quando vc acha que o pobre fantasma encontrou o caminho
da puta que pariu, da casa do caralho, ou do cemitério...

lá vem ele com seus lençóis, com suas olheiras...

buuuuuuuu, eu estou aqui...
buuuuuu, olhe pra mim de novo...

buuuuuuuuu, olha como eu sou feio!
buuuuuuuuuuu...

falem sério, fantasminhas,
arrumem algo pra fazer da vida de vcs.

é fantasma que não acaba maaaais...
o que me diverte é saber da interação dos fantasmas entre eles...
isso sim é uma bela piada.

chiclete


eu não acredito que a gente foi junto no show do chiclete
eu sempre sonhei em ir com um namorado pra esse show
é um show sempre tão feliz, sempre tão cheio de vida...
vc foi!
eu to chocada... a gente ouvindo as músicas abraçadinhos...
meu deus! foi perfeito!!!!!!!!!!!
agora vc ta com crédito comigo por um bom tempo...
mais que antes, pode me pedir o que quiser!
eu te adoro, vc é o meu porto seguro.

domingo, 13 de abril de 2008

kashmir - my Sunday trip with u to heaven


Oh let the sun beat down upon my face, stars to fill my dream

I am a traveler of both time and space, to be where I have been

To sit with elders of the gentle race, this world has seldom seen

They talk of days for which they sit and wait and all will be revealed

Talk and song from tongues of lilting grace, whose sounds caress my ear

But not a word I heard could I relate, the story was quite clearOh, oh.


Oh, I been flying... mama, there ain't no denyin'

I've been flying, ain't no denyin', no denyin'

All I see turns to brown, as the sun burns the ground

And my eyes fill with sand, as I scan this wasted land

Trying to find, trying to find where I've been.


Oh, pilot of the storm who leaves no trace, like thoughts inside a dream

Hid the path that led me to that place, yellow desert stream

My Shangri-La beneath the summer moon,

I will return againSure as the dust that floats high in June,

when movin' through Kashmir.


Oh, father of the four winds, fill my sails, across the sea of years

With no provision but an open face, along the straits of fear... Ohh.

When I'm on, when I'm on my way, yeah

When I see, when I see the way, you stay-yeah


Ooh, yeah-yeah, ooh, yeah-yeah, when I'm down...

Ooh, yeah-yeah, ooh, yeah-yeah, well I'm down, so down

Ooh, my baby, oooh, my baby, let me take you there

Let me take you there. Let me take you there

quinta-feira, 10 de abril de 2008

escolhendo as árvores


tudo mobiliado, partindo agora para os detalhes decorativosssssss...
tivemos a idéia de em vez de colocar um quadro na parede da sala lá de casa, pintarmos uma das paredes com uma imagem que agrade aos 2 ao mesmo tempo... a imagem escolhida foi de uma árvore. ainda não sabemos qual árvore vamos pintar mas já temos algumas (muitas) imagens selecionadas. estou pensando em fazer um álbum com as imagens, pra ficar mais fácil escolher e eliminar. o rodapé da parede é de uma madeira escura, a cor da parede é um rosa champagne beeeem clarinho e o chão é uma cerâmica branca com rejunte marrom escuro combinando com o rodapé. por causa disso, o Fred quis fazer uma cerejeira japa. estamos ainda discutindo se com tinta escura a imagem poluiria muito a sala, mas temos tempo e temos como testar tudo... enfim, em breve, mais mudanças na deco da kit-maravilha. tem tanta coisa pra fazer ainda, morri de vontade de comprar um poster que vi na tok stok de uma natureza morta tão viva, mas tão viva que parecia que qualquer hora ela ia se mexer, mas... tive muitos gastos com a tok stok, agora eu tenho que me controlar mais... hihi! tok stok é foda, pra qualquer estilo de pessoa que tenha qualquer estilo de residência: sempre vai existir alguma opção para qualquer gosto existente. =) o que pode ser muuuuuito perigoso. 0.0

de background soundtrack, lá vai:
http://www.youtube.com/watch?v=RLRLhV9U0kQ&feature=related

pain - sometimes things go unexpectedly


pain - I feel pain...
there`s not much to do,
all I need is holidays,
that`s all I`m thinking of...
=/

quarta-feira, 9 de abril de 2008

escova progressiva


putz, escova progressiva é foda,

é bem cara se tiver alguma qualidade,

demora pra terminar,

o produto tem um cheiro esquisitíssimo...

masssssss............ vale a pena, bicho!

putz, que liberdade! =)

independência pro meu cabelo ou moooorte!

quinta-feira, 3 de abril de 2008

weak


In addition to physical,
fatigue also includes mental fatigue,
not necessarily including any muscle fatigue.
Such a mental fatigue, in turn,
can manifest itself both as somnolence
(decreased wakefulness)
or just as a general decrease of attention,
not necessarily including sleepiness.
In any case, this can be dangerous
when performing tasks
that require constant concentration,
such as driving a vehicle.
For instance, a person who is
sufficiently somnolent may experience microsleeps.
However, objective cognitive testing
should be done to differentiate
the neurocognitive deficits of brain disease
from those attributable to tiredness.

hoje atingi um nível de cansaço absurdo. minha cabeça está literalmente bombando e eu não sei o que fazer para melhorar isso. acho que to com preocupações demais na minha cabeça, e 50% delas com coisas que não existem na vida prática, são apenas especulações de "e se isso... e se aquilo..." coisas bobas, bobonas mesmo. acho que esse exagero em torno dessas fantasias na minha cabeça se devem a um exagero passado de acontecimentos que eram pra terem sido apenas ignorados, mas foram vividos e revividos sem função, sem utilidade.

descansa cabecinha, respira pulmãozinho, viaja sentimento, ta tudo bem há tanto tempo, não tem porque procurar caroço num angu do passado, morto e enterrado. =) vai ficar tudo bem, sabe por quê? porque sempre fica.

only you - é brega, mas é verdade

http://br.youtube.com/watch?v=ZEe4zMBQlaQ

Only you can make this world seem right
Only you can make the darkness bright

Only you and you alone can thrill me like you do

And fill my heart with love for only you

Only you can make this change in me
For it’s true, you are my destiny
When you hold my hand I understand the magic that you do

You’re my dream come true,
my one and only you

Only you can make this change in me
For it’s true, you are my destiny
When you hold my hand I understand the magic
that you do

You’re my dream come true,
my one and only you


quarta-feira, 2 de abril de 2008

que saudade


eu acho que já fomos juntos pra Piri umas 5 ou 6 vezes...

eu me lembro bem do dia em que todo mundo foi embora e a gente ficou lá

era pra ter sido uma "viagem de galera"

que acabou me trazendo um dos dias mais felizes da minha vida

no último dia, um domingo, todo mundo foi embora

mas a gente ficou, e o quarto onde dormimos eu, a tutty e a bianca

se tornou o nosso quarto psicodélico, onde entramos em devaneios tão fodas,

tão intermináveis, tão bonitos, tão suaves... vc me explicou tantas coisas,

vc declarou tantas outras... eu chorei, eu sorri, eu pirei, eu "fritei",

vc que gosta dessa palavra - eu particularmente imagino coisas ruins quando penso nela.

enfim, lá a gente fez amizade com essa biscoitinha aí da foto

a gente tava muito sensível, muito alucinado, muito feliz

e ela apareceu do nada, novamente.

ela já tinha dado o ar da graça dela na noite anterior, quando tava todo mundo junto,

mas ela brincou de manhã cedo com a gente no dia seguinte, na hora do café da manhã.

foi tão legal, foi tão bonito, foi tão alegre... e eu sentia tudo.

essa vida da cidade é realmente muito complicada, ela faz a gente correr e perder as coisas

ela faz a gente não poder olhar pros lados toda hora

ela faz a gente não ter tempo de pular e gritar em paz, ela faz a gente ficar robótico.

essa época tá foda da gente viajar de novo, mas então,

por que a gente não faz o que fizemos há um tempo?

POR QUE A GENTE NÃO VAI PRO PARK WAY DE NOVO NO FIM DE SEMANA, E FICA LÁ, FINGINDO QUE TÁ VIAJANDO?